• Bruno Akio R. Matsumura

Capsulite Adesiva

Atualizado: Jul 19


A capsulite adesiva, também conhecida como ombro congelado é um patologia que causa uma intensa inflamação na cápsula articular (tecido que reveste a articulação) do ombro gerando sintomas inicialmente dolorosos e evoluindo para uma perda progressiva dos movimentos.

Quais os sintomas da capsulite adesiva?

Incialmente os sintomas da capsulite adesiva são muito inespecíficos, com dor local e aos movimentos, podendo ser facilmente confundidos com tendinites ou bursites. Com a progressão da patologia e da inflamação, a cápsula articular perde gradualmente sua elasticidade habitual iniciando o quadro de perda progressiva dos movimentos do ombro. Conforme os movimentos ficam mais restritos a dor tende a diminuir. O primeiro movimento a ser perdido é a rotação interna, o que atrapalha movimentos como pegar a carteira no bolso de trás ou abrir ou soutien.

A capsulite possui 3 fases bem distintas:

  • Inflamatória ou dolorosa: Principal sintoma é a dor que perdura por semanas a meses

  • Congelamento ou rigidez: Caracterizada pela perda progressiva dos movimentos. Pode durar de 4 a 12 meses

  • Descongelamento: Retorno progressivo dos movimentos com melhora dos sintomas. Pode durar de semanas a meses

Qual a causa da capsulite adesiva?

A causa da capsulite adesiva ainda não é conhecida, porém sabe-se que existe um importante fator genético envolvido. Além disso está associado a indivíduos portadores de Diabetes mellitus e de alterações da tireóide. Sabe-se que imobilizações prolongadas também podem desencadear um quadro similiar a capsulite adesiva. A capsulite pode se iniciar após traumas banais e esforços repetitivos ou mesmo sem nenhuma causa ou fator aparente.

Como é feito o diagnóstico da capsulite adesiva?

O diagnóstico da capsulite adesiva é feito clinicamente através do exame físico e história pregressa. Exames adicionais são importantes para descartar diagnósticos diferenciais, porém não são essenciais. A Ressonância Magnética, por exemplo, pode não apresentar nenhuma alteração dependendo da fase da doença. Na fase de rigidez pode apresentar espessamento de ligamentos e do recesso axilar.

Como é o tratamento da capsulite adesiva?

A capsulite é uma condição benigna e auto-limitada, ou seja que mesmo sem nenhuma intervenção tende a se resolver ao longo do tempo. O grande problema é que essa resolução espontânea pode demorar mais de 1 ano. Sabe-se que quanto mais precoce o início do tratamento melhor o prognóstico. É contraindicado o uso de tipóia em qualquer fase do tratamento, pois a imobilidade tende a piorar a rigidez.

O tratamento tem como objetivo a recuperação da mobilidade do ombro e controle da dor. A fisioterapia é essencial assim como o uso de analgésicos, anti-inflamatórios e eventualmente corticoesteróides intra-musculares, infiltrações articulares ou eventuais bloqueios do Nervo Supraescapular. A intensidade do tratamento e o foco depende da fase na qual encontra-se a doença.

A grande maioria dos casos obtém ótimos resultados somente com a fisioterapia e analgesia. É comum alguma restrição dos movimentos persisitir ao término do tratamento porém raramente são perceptíves ou geram qualquer limitação.

O tratamento cirúrgico raramente é necessário. Atualmente o tratamento mais recomendado pela eficácia e segurança é a liberação ou capsulotomia artroscópica, a qual é realizada por meio da técnica artroscópica uma liberação controlada da cápsula articular do ombro.

#ombrocongelado #capsuliteadesiva #espessamentorecessoaxilar

345 visualizações

Dr. Bruno Akio Rodrigues Matsumura  CRM 139506  Ortopedia e Traumatologia  Cirurgia do Ombro e Cotovelo

  • Alphaville

Hospital Israelita Albert Einstein

Av. Juruá, 706 - Alphaville

Barueri

2151-5817

94050-5949

Hospital Israelita Albert Einstein

Av. Dr. Ricardo Jafet, 1600 - Vila Mariana

São Paulo

2151-8709

  • Vila Mariana